Get Adobe Flash player

THQ abre pedido de falência

12345Avaliação 0 (0 Votos)


A THQ pediu falência. Todos os fatos já apontavam nessa direção há cerca de um ano, mas não deixa de ser triste quando um importante estúdio ocidental bate as botas, após arrastar-se por algum tempo em problemas financeiros. Após procurar por possíveis compradores que possam tocar os projetos ainda em andamento da empresa - incluindo um dos mais aguardados aqui da redação: South Park: The Stick of Truth - a empresa anunciou que o fundo de investimentos Clearlake servirá como comprador interino.
 
"Hoje a THQ anunciou que conseguiu o apoio de um investidor, uma firma privada de investimentos chamada Clearlake Capital Group, que está interessada em comprar a maior parte daquilo que vocês pensam ser a THQ: as equipes que fazem os jogos (Relic, THQ Montreal, Vigil e Volition), as propriedades intelectuais da THQ (títulos, códigos-fonte, etc.), os contratos da THQ (como aqueles com a Crytek, South Park Digital Studios, 4AGames, Obsidian e Turtle Rock) e o staff de suporte que é necessário para ajudar as equipas a serem bem sucedidas", afirmou Jason Rubin, presidente da THQ, em um comunicado oficial.
 
Para encher todos de esperança (mais ou menos, na verdade), a THQ cita o exemplo da MGM, que há dois anos estava na bancarrota, mas graças às suas propriedades intelectuais - os direitos de distribuição da franquia 007 e da adaptação de O Hobbit - conseguiu uma volta por cima e se livrou da falência total.
 
O acordo com a Clearlake ainda não está completo, e a THQ só poderá divulgar algum tipo de detalhe em janeiro, o que deixa a situação da empresa ainda em aberto.
 
Se não der certo, ela pode optar por ser enquadrada nos termos da lei de falências dos Estados Unidos, o que protege a empresa e congela as dívidas por um tempo determinado, dando tempo de uma possível reestruturação. Isso significa que, por hora, não precisamos nos preocupar com cancelamentos de projetos ainda em andamento (como Metro: Last Light, e Company of Heroes 2) e com o estoque de jogos da empresa nas prateleiras.
 
Alguns citaram uma possível compra pela Square Enix, que recentemente diversificou seis estúdios, e comprou empresas ocidentais, como a Eidos, o que não pode ser descartado. O fato é que 2013 começa preocupante para a THQ.

Comente essa notícia com a gente logo abaixo, em nosso twitter (@PortalGameWorld) ou em nossa fanpage no facebook (www.facebook.com/PortalGameWorld).

Phoca Facebook Comments

VEJA TAMBÉM

TOP VÍDEOS

Uma invasão de dragões marca o primeiro trailer da expansão para a franquia!…

Saiba quais atores interpretam os protagonistas!…

Esquenta pro lançamento...…

GW NETWORK